Ortodontia

Ortodontia: Dentes desalinhados, Dentes tortos, Dentes apinhados, Dentes mal posicionados. Estes são alguns problemas que a Ortodontia pode resolver, tornando a boca mais saudável, permitindo uma aparência mais agradável e aumentando a durabilidade dos dentes. Além de elevar a autoestima, o tratamento em crianças pode evitar o “bullying” e apelidos.


Mas o que é Ortodontia?

Ortodontia é uma especialidade odontológica com foco na correção da posição dos dentes e dos ossos maxilares.
Existe inúmeros fatores que deixam os dentes desalinhados, tortos ou apinhados.

O fato é que pessoas com estes problemas tendem a perder precocemente os dentes, em função da dificuldade de se fazer uma boa higienização.

A além disso, como não há o alinhamento correto das arcadas dentarias a pessoa tem uma mastigação incorreta o que leva ao estresse adicional nos músculos responsáveis pela mastigação.

Isso pode gerar outros problemas como: a DTM, dores de cabeça, dores nos músculos da região do pescoço, ombros e costas.

AGENDE UMA CONSULTA




    Ortodontia: Como posso identificar se preciso de um tratamento ortodôntico?

    Se você tem um ou mais destes problemas, você é elegível ao tratamento ortodôntico:

    • Sobremordida – é quando os dentes superiores cobrem totalmente os dentes inferiores, dando uma aparência de “dentuço”.
    • Mordida cruzada anterior — é o oposto da Sobremordida, quando os dentes inferiores estão muito para a frente, dando uma aparência de “bulldog” (“queixudo”)
    • Mordida cruzada — ocorre quando os dentes superiores não ficam ligeiramente à frente dos dentes inferiores ao morder normalmente.
    • Mordida aberta— É quando existe um espaço entre os dentes laterais superiores e inferiores, durante uma mordida ou fala.
    • Desvio de linha mediana — É quando não há o alinhamento dos dentes superiores e inferiores.
    • Diastema — é quando há falhas, ou espaços, entre os dentes.
    • Apinhamento — é quando não existe espaço na arcada dentária para acomodar os dentes, dando a impressão de ter dente a mais na boca.

    Como funciona um tratamento ortodôntico?
    Podemos dividir o Tratamento em 3 fases:

    1. Fase de Avaliação Clínica:
    A fase de avaliação clínica é muito importante, nesta fase o especialista fará a avaliação do quadro geral do paciente, análise dos exames (Documentação Ortodôntica), isso tudo para que ele possa identificar se o paciente tem indicação para o tratamento.

    Outros dois aspectos desta fase que também são importantes:

    a) Pleno entendimento do profissional de quais são os desejos e sonhos do paciente em colocar aparelhos, acredito que uma maior conexão entre o profissional e o paciente, permita uma melhor fluidez no trabalho até sua realização final.
    b) Tirar todas as dúvidas em relação ao tratamento, suas restrições e cuidados durante o mesmo. Lembre se o trabalho será conjunto entre o especialista e o paciente.

    2. Fase de Planejamento:
    A fase do planejamento também é muito importante, nela o Ortodontista (Dentista especializado em Ortodontia) fará um estudo da situação atual e do cenário proposto para o paciente. O produto desta fase é um cronograma detalhado com todas as etapas do tratamento.

    3. Fase Instalação do aparelho e consultas mensais:
    Uma vez definido no plano de tratamento, o tipo de aparelho e o cronograma de evolução, é realizado a instalação do aparelho. É um processo bem simples e rápido. Seguindo o planejamento o Ortodontista ajustará o aparelho para o alinhamento e correção esperada. De acordo com o caso, o paciente deverá retornar clínica com periodicidade específica, para que o Ortodontista, acompanhe a evolução do tratamento e realize os ajustes necessários conforme o plano de trabalho.

    Atualmente há vários tipos e modelos de aparelhos, que podem ser classificados em:

    • Alinhador Invisível – São aparelhos de última geração, são transparentes, removíveis e altamente estéticos.

    Como funciona: o Alinhador é moldado de acordo com a boca do paciente, permitindo um encaixe perfeito. A correção dos dentes é feita através de placas que são instaladas na boca, estas placas são trocadas de acordo com a evolução do tratamento, mantendo a eficiência dele.

    As principais vantagens do Alinhador Invisível são o conforto, comer sem o aparelho permitindo uma higienização completa da boca /Dentes e são extremamente estéticos.

    • Aparelho Fixo Convencional – É o aparelho que a maioria das pessoas conhecem, pois usam os famosos “ferrinhos” e borrachinhas coloridas. Também existe a versão Estética, nesta versão são confeccionados com materiais transparentes, como porcelana e safira.

    Como funciona: Os “braquetes’’(Ferrinhos) e os elásticos são instalados nos dentes, o Ortodontista fará as tensões necessárias para que os dentes efetuem o processo de alinhamento, conforme planejamento.

    As principais vantagens do Aparelho Fixo são: o custo do tratamento e não há o risco do paciente perder o aparelho, pois o mesmo é fixado na boca.

    • Aparelho Fixo Autoligado – É o Aparelho que utiliza “braquetes”, mas sem as borrachinhas , possuí uma tecnologia mais avançada, permitindo que o tratamento seja mais eficaz.

    Como funciona: A pressão sobre os dentes a serem corrigidos é realizado através de um fio de metal. A principal vantagem deste sistema é a sua eficácia, pois é 30% mais rápido que o convencional.

    • Aparelho móvel – Aparelhos usados para manter os dentes na posição correta, muito utilizado em crianças, pois atua na reeducação da musculatura facial e no desenvolvimento ósseo muscular.

    Como funciona: O aparelho móvel fica encaixado na boca, podendo ser retirado pelo paciente quando for comer e fazer a higiene oral. O aparelho é ajustado de para que os dentes efetuem pequenas movimentações, organizando assim as funções da boca, como a deglutição, a mastigação, a respiração e a fala.

    Também funciona como um complemento ao tratamento com o aparelho fixo, garantindo que os resultados obtidos se mantenham de forma duradoura.

    Apesar de ser removível, o seu uso deve ocorrer continuamente. Principal vantagem do Aparelho Móvel é a higienização da boca e do aparelho, que pode ser retirado no momento da escovação e durante a alimentação.

    Perguntas e respostas:

    1. Quais são os problemas em que o tratamento Ortodôntico é indicado?
    Resposta:
    a) Falta de espaço para a correta acomodação dos dentes permanentes;
    b) Mordida profunda, aberta ou cruzada;
    c) Respiração bucal;
    d) Dentes tortos ou fora de posição;
    e) Diastemas;
    f) Perda precoce ou retenção prolongada dos dentes de leite;
    g) Hábito de sucção de dedo ou chupeta;
    h) Dificuldade na mastigação;
    i) Articulações que emitem ruídos;
    j) Falta de proporção entre os maxilares.

    2. Quando devo iniciar o tratamento Ortodôntico?
    Resposta: Recomenda-se que uma vez identificado o problema ortodôntico, busque orientação e inicie o tratamento o quanto antes. A demora em iniciar o tratamento pode causar perda dos dentes e redução da qualidade de vida do paciente. Hoje com o avanço da odontologia e o conceito da Ortodontia Preventiva, é possível diagnosticar precocemente e tratar os problemas ortodônticos, evitando que o paciente precise usar aparelho fixo.

    3. O tratamento Ortodôntico é somente para crianças e adolescentes?
    Resposta: Não, o tratamento Ortodôntico é destinado a todas as pessoas que possuem algum problema de ordem Ortodôntica e não há idade para iniciar o tratamento.

    4. Com quantos anos as crianças devem ser levadas ao Ortodontista?
    Resposta: A primeira visita ao Ortodontista deve ser realizada entre a faixa dos cinco a sete anos de idade. Nesta fase a criança inicia o processo de troca de dentes de leite pelos dentes permanentes e podem iniciar alguns problemas ortodônticos.

    5. Qual o prazo de tratamento?
    Resposta: O prazo de tratamento está ligado a fatores como o tipo e o estágio do problema ortodôntico, idade do paciente, o tipo de técnica x aparelho a ser utilizado, a frequência das consultas de manutenção e o mais importante, o cumprimento da higienização e recomendação de utilização do aparelho.

    6. Qual a importância das consultas mensais?
    Resposta: A Consulta Mensal é muito importante, pois através dela o Ortodontista acompanha a evolução do tratamento e acompanhamento do planejamento. Não ir às Consultas Mensais, compromete o resultado do tratamento. Além de demorar mais para atingir o resultado esperado.

    7. O uso do aparelho causa dor?
    Resposta: Após a instalação e nas Consultas Mensais é possível que o paciente sinta um certo desconforto, isso varia de pessoa para a pessoa. Se o paciente se sentir incomodado com este desconforto, pode fazer uso de analgésico. Já os aparelhos mais tecnológicos — como os alinhadores, por exemplo — costumam causar menos transtornos aos usuários, já que são mais confortáveis.

    8. É preciso extrair algum dente ou os sisos para se colocar um aparelho?
    Resposta: Não existe uma regra, cada caso deve ser estudo e analisado pelo ortodontista, em função do estado do dente e o impacto que ele trará para o tratamento.

    9. Qual a diferença do entre os aparelhos móveis e os fixos convencionais?
    Resposta: A diferença entre o aparelho móvel e o fixo, está relacionado a sua função. Os aparelhos fixos corrigem a arcada dentária, já os aparelhos móveis mantêm os dentes alinhados e desenvolver ossos da maxila e mandíbula.

    10. Os Alinhadores são mais eficientes que os aparelhos convencionais?
    Resposta: Os alinhadores além da função de alinhamento dos dentes, têm a função de corrigir a arcada dentária do paciente, portanto tende a ser mais eficientes. Mas não se deixe enganar, o resultado do tratamento está além do tipo de aparelho. Ir nas Consultas Mensais e atender à risca as recomendações do especialista são mais importantes que o tipo de aparelho.

    Dúvidas sobre Ortodontia entre em contato com nossa equipe:

    WhatsApp: (11) 96326-3528
    E-mail: nippodents@gmail.com

     

    SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: